quinta-feira, 29 de setembro de 2011

SEM REDE ELÉTRICA

Bairro de Dom Eliseu ainda vive com gambiarra na rede elétrica

Há quase dez anos mais de 500
pessoas vivem com rede elétrica
precária e a empresa que fornece
energia não toma providências

WALQUER CARNEIRO


Dom Eliseu,  com mais de 23 anos de emancipação política administrativa e mais de 40 anos de fundação,  ainda não conseguiu resolver problemas,  que para uma cidade com as características deste município, não deveria existir mais, pois em pleno século XXI , e a negação de um dos direitos básicos pode fazer uma comunidade  retornar a idade da pedra.

Um destes casos é emblemático, pois é em relação a energia elétrica, que é um bem essencial e de interesse social, e diante disso nenhuma família pode  ficar sem esse bem fundamental, nem na cidade e tão pouco na zona rural.

Mas,  no entanto,  um bairro antigo da cidade, com cerca de 20 anos de existência, vem passando por problemas graves, nos últimos seis meses,  causados por deficiência da rede elétrica que fornece energia para cerca de 120 domicílios do Bairro Vitória.

A rede elétrica que fornece energia para o Bairro Vitória não é oficial, e sim uma gambiarra instalada naquela localidade pela prefeitura em 2002, quando  foi colocado  um transformador nas proximidades para garantir a tensão da energia, todavia aconteceu que nos últimos nove anos aumentou a população tanto no Bairro Vitória, quanto no Bairro PDS, onde está instalado o transformador no qual é ligada a energia que abastece a localidade em questão.  Com o aumento do consumo de energia nos Bairros PDS e Vitória, o transformador não agüenta a demanda, e assim os dispositivos que conectam a energia enviada para o bairro, e  que ficam juntos com o transformador, são desligados automaticamente e o Bairro Vitória fica sem energia.

De acordo com relatos dos moradores por duas vezes, nos últimos dois meses a Rede Celpa, empresa que fornece energia, desligou os fios que conecta a rede de gambiarra do bairro ao transformador. A Celpa resolveu cortar o fornecimento de energia porque o transformador não agüenta a carga, mas aí por conta própria os moradores se juntaram e pagaram R$-400  do próprio bolso para que um eletricista religasse a força. Neste mês de setembro rodos os dias foram registrados interrupção de energia.

Os moradores foram até o escritório da Rede Celpa em Dom Eliseu e conversaram com o gerente local sobre a possibilidade de empresa instalar uma rede elétrica de boa qualidade no Bairro Vitória, mas de acordo com os moradores o gerente respondeu que não compensa a empresa não instalar uma rede no local porque a arrecadação não cobriria os gastos. Todavia os moradores informaram também que há uma promessa da administração municipal  em adquirir um transformador para ser instalado no bairro.

Já ao ser procurado pela reportagem gerente da Celpa local informou que a empresa está avaliando um projeto para a instalação de uma rede de energia na localidade, mas não deu uma data especifica para a efetivação do trabalho, já que a decisão não cabe a gerência local.  

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

TUCANOS ESTÃO PERDIDOS

Grandes meio de comunicação escondem pesquisas que detona Tucanos

Há mais oito anos o PSDB e
seus aliados estão cada vez mais
perdidos sem saber como
focar ações como oposição

O PSDB mandou fazer uma pesquisa para saber como os Tucanos estão na boca do povo brasileiro, e o que eles descobriram não é nada animador para as grandes lideranças peessedebista.

Apesar de a TV Globo e os grandes jornais impressos direcionar sua linha editorial para dar a parecer que a corrupção foi inventada no governo Lula e Dilma, escondendo as falcatruas perpetradas nos estados onde o PSDB governa,  o povo entende que, de certa forma o governo é vítima do sistema que há muito foi armado.

Leia mais sobre a pesquisa encomendada pelo PSDB clicando em CORREIO DO BRASIL.

domingo, 25 de setembro de 2011

DEPUTADA NA REDE

Bernadete professora se destaca como deputada no estado do Pará

Para ser político no Pará tem que
ter muita coragem, e se for mulher é
muito mais difícil ainda, mas
Bernadete encarou essa missão.

WALQUER CARNEIRO

A deputada estadual  Bernadete Ten Caten (PT) é uma das parlamentares paraense com a maior porcentagem de compromisso com as políticas sociais voltadas para uma real estruturação da região sul e sudeste do Pará. A política para ela não é simplesmente  uma questão  de status,  mas sim procurar implementar novos ideais para conduzir ações que possam contemplar aquele extrato da população que sempre esteve a margem de toda a conquista realizada por uma minoria brasileira que se acha iluminada.   

Eu conheci a deputada em 1997, quando ele ainda era professora em Marabá e dirigente do Partido dos Trabalhadores,e por algum tempo foi secretária de educação. E de lá para cá só aumentou a minha simpatia para com a deputada, e essa afinidade não é gratuita,  e acontece por que sempre que encontro com  a deputada ela se dispõe a colocar para mim, na medida do possível, os seus planos e projetos na assembléia legislativa, e até mesmo travamos discussões, sadias, sobre a situação política, econômica e social do país, do município e do estado.


Um exemplo de compromisso da deputada Bernadete é a interatividade que ela realiza com as pessoas através das redes sociais na internet, por onde ela passa informações essenciais e de interesse público, a exemplo do artigo abaixo que ela reproduziu no FACEBOOK.  Clique no linque para acessar o face da deputada.

PAÍSES QUEREM ADOTAR PROGRAMAS BRASILEIROS

As ações do governo brasileiro
no combate à pobreza gerou
interesse de nações como
Índia, Turquia e Botsuana.

Brasília. A estratégia brasileira para reduzir a pobreza despertou o interesse de outros países que querem saber qual a receita usada por aqui. O diretor do Grupo de Redução da Pobreza do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Selim Jahan, citou algumas nações, como Índia, Turquia e Botsuana, que estão de olho nas ações brasileiras, entre elas, o Bolsa Família.

Para o diretor do Pnud, o ponto positivo do programa é exigir que as famílias pobres assumam compromissos em troca de receber a transferência de renda. Para ter direito ao benefício, as famílias devem vacinar os filhos, matriculá-los em uma escola e as grávidas precisam fazer o pré-natal.
"O benefício está aí. Não estamos falando apenas de transferência de dinheiro, mas estamos falando em dar educação e outros benefícios", disse Jahan, que trabalha na sede do Pnud, nos EUA, e veio ao Brasil para participar de reuniões no Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG), uma parceria do Pnud com o governo brasileiro. De acordo com Selim Jahan, um grande número de países africanos pode usar a experiência brasileira.

Um estudo da Fundação Getulio Vargas (FGV), divulgado em julho, aponta que 18 milhões de brasileiros saíram da pobreza extrema e 39,5 milhões entraram na classe C nos últimos dez anos. Mas o Censo de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostrou que 16,2 milhões de pessoas ainda estão em situação de miséria, foco do plano Brasil sem Miséria, lançado pela presidente Dilma Rousseff, no início de julho. O plano pretende retirar essas pessoas da extrema pobreza até 2014.

Em seu discurso na abertura da Assembleia Geral da ONU na última quarta-feira, Dilma Rousseff afirmou que não há melhor estratégia para promover o desenvolvimento que o combate à pobreza.

Fonte: Diário do nordeste/globo.com


sábado, 24 de setembro de 2011

REDE CELPA, FORA !!!!

Movimento reúne seis mil assinaturas contra a Rede Celpa

Somente a consciência do cidadão
em movimentos organizados
pode garantir que os direitos
do povo sejam respeitados

WALQUER CARNEIRO

Energia elétrica é um bem de  primeira necessidade para a  sociedade moderna, no entanto o estado do Pará parece que está fora desta modernidade. Apesar de  contar com uma das maiores usinas geradoras de eletricidade  do mundo, a usina de Tucurui, há muita dificuldade,  em diversas regiões do estado,  com municípios onde existem deficiências no fornecimento de energia pela Rede Celpa.

Dom Eliseu sofre com esse problema, principalmente na zona rural, onde há setores que ficam diversas horas por dia sem energia elétrica, e na zona urbana são constantes a queda de energia por motivos inexplicáveis.
O município de Canaã dos Carajás tomou uma providência para tentar resolver a situação de falhas no fornecimento de energia elétrica naquele município, e numa atitude corajosa membros de um partido político promoveu um movimento de abaixo assinado exigindo a cassação dos direitos da concessão que permite a Rede Celpa distribuir energia no estado do Pará.

De acordo com o Blog do Waldyr Silva no último dia 27 de agosto, dezenas de pessoas descontentes com a qualidade da energia fornecida pela concessionária deram início ao movimento de manifestação contra os serviços prestados no município de Canaã pela Rede Celpa, com a distribuição de carta de repúdio e a coleta de assinatura para o abaixo-assinado.

Para saber mais clique em BLOG DO WALDIR SILVA.

  

EXPOADE PARA QUE MESMO ?

A cada ano que passa a Expoade perde sua identidade agropecuária

O sindicato rural se esforçou,
entregou a organização da
feira a uma empresa de shows
e se esqueceu do agronegócio

WALQUER CARNEIRO


Dom Eliseu viveu nos últimos dias uma intensa agitação em decorrência da realização da IX Exposição Agropecuária de Dom Eliseu, um evento que supostamente foi idealizado para promover o agronegócio no município, porém 90% da  movimentação em torno do evento passou bem  longe do agronegócio. Na verdade a Expoade está mais para um festival de música do que feira agropecuária.

Poucos  acontecimentos tiveram realmente o caráter de identificação com o real objetivo da feira, entre  estes a cavalgada, o leilão de cavalos e um encontro de confraternização da empresa agrícola Juparaná que,  no dia 23 (sexta-feira),  reuniu os produtores de grãos  da crescente atividade agrícola que está tomando conta das terras devastadas pela exploração madeireira.

Uma iniciativa tímida, porém louvável foi demonstrada pela zootecnista Aline Freire, que também é professora de biologia. No dia 24 (sábado) Aline reuniu alguns estudantes de zootecnia e proferiu uma aula ao ar livre no estande da secretaria da agricultura. 

Um evento que tem forte característica do agronegócio é o rodeio. Um show que chama o público, mas não é uma organização do sindicato rural e nem tão pouco promove uma disputa entre os peões domadores  das fazendas do município e região.  Para quem não sabe o rodeio foi criado há quase cem anos justamente para reunir os peões de fazendas,   domadores de animais bravios. Só que o rodeio perdeu esse atributo e hoje, mesmo profissionalizado,  cumpre o papel de mera diversão.

Esse ano a exposição de animais não existiu. Essa sim, uma atividade proeminente na região e que identifica uma exposição agropecuária, não obteve a devida atenção dos organizadores desta festa que não deveria mais ser denominada de agropecuária, e sim FEMCOBEDE – Feira de Música, Comida e Bebida de Dom Eliseu.

Um fato, no entanto,  é incontestável,  Dom Eliseu está despontando como a nova fronteira agropecuária do Brasil, todavia essa realidade não está sendo bem explorada pela classe política administrativa, e tão pouco   pela classe dos produtores rurais. Pois uma feira agropecuária, como a Expoade, teria que ser realizada em função de um público que tenha interesse em investir na região, e na feira o que menos se viu foi eventos para chamar a atenção de possíveis investidores.

Para tão poucos eventos voltados para o agronegócio é desnecessário a montagem de uma estrutura da magnitude do se vê hoje na feira agropecuária de Dom Eliseu. A metade da estrutura atual já seria suficiente para atender as necessidades atuais. Isso fica evidente quando passamos pelo setor de bares e alimentação e constatamos todas as barracas com baixíssima presença de clientes,  e quando conversei com os comerciantes eles foram unânimes em confirmar a fracasso nas vendas.  

domingo, 18 de setembro de 2011

PODEROSOS DO BRASIL

O Poder mundano corrompe, enquanto o povo padece

Um governador e um dos donos da
TV Globo suspeitos  de dar  
calote na receita federal.
Impostos de aviões não são pagos.

WALQUER CARNEIRO

Quanto mais rico,  mais mão de vaca, quanto mais ganha mais quer para si, assim é a característica de um grupo de poderosos no Brasil, que aproveitam a sua condição de influência para usufruírem de benesses que para milhões de  brasileiros  são negadas.

Pagar impostos é importante para poder manter a máquina pública funcionando, mas  no entanto  por haver auto grau de sonegação e corrupção o Brasil têm centenas de impostos, umas das cargas tributária mais pesada do planeta.

Por incrível que pareça os 20% mais ricos do país pagam menos imposto do que os 80% mais pobres. E recentemente um fato exemplar e curioso demonstra a capacidade dos mais ricos em encontrar formas de não pagar impostos.
Para saber mais clique AQUI. 

sábado, 17 de setembro de 2011

A GANGUE DAS MENINAS

A gangue das meninas causa pânico !


O que leva um grupo de crianças, 
que deveriam estar na escola ou 
brincando em casa,  a se unirem para 
um propósito nada normal para a sua idade?


WALQUER CARNEIRO


Há poucos dias uma série de notícias nas TVs mostrou a ação de uma grupo de meninas (crianças) praticando roubos pelas ruas do centro de São Paulo. Quem assistiu as reportagens, geralmente, teve duas reações, uma de revolta, e outra de indignação. No entanto a revolta e indignação foram causadas por medo e preconceito, já que as notícias mostraram somente o ato praticado pelas crianças e não se preocuparam em investigar mais profundamente as razões que levam um grupo de pequenos seres humanos a se comportarem de forma tão violenta.


Na minhas visitas e pesquisas diárias pelos sítios da internet eu me deparei com um excelente artigo do jornalista Matheus Pichonelli que faz uma profunda reflexão analítica sobre o episódio, tendo como base uma experiência pessoal, e uma reportagem de duas jornalistas do portal iG,  que durante 40 dias  viveram o cotidiano das meninas coletando informações para montar uma matéria sobre a realidade daquelas pessoas.


A partir de agora eu peço um pouco de seu tempo e de sua atenção para acessar o linque a seguir  GANGUE DAS MENINAS PROVOCA PÂNICO   aonde o amigo leitor terá contato com um texto apontando para um reflexão realista sobre o comportamento da sociedade frente a uma realidade que incomoda, e que, no entanto essa mesma verdade incômoda foi criada justamente pela insensibilidade desta mesma sociedade. 


Eu gostaria muito que todas as pessoas,  ao lerem o  artigo de Matheus Pichonelli,  expressasse suas opiniões através do espaço para comentários logo a baixo. 


Você pode acessar outros bons textos de artigos e reportagens que analisam de forma ampla e profunda os    fatos apresentado de forma superficial nas revistas, jornais e TVs. Clique em BLOG VI O MUNDO

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

MAIS VAGAS PARA VEREADORES EM DOM ELISEU

Três assuntos na pauta de reunião na câmara de vereadores no dia 13


Aumento das vagas para vereadores,
nome do posto de saúde de Vila Ligação
e Projeto Carroceiro foram debatidos
na reunião ordinária da câmara

WALQUER CARNEIRO


Na reunião de vereadores desta terça-feira, dia 13, apenas cinco vereadores registraram presença, sendo eles: Givanildo Alves, Claudia Machvesk, Genilson Cavalcante, Daniel Andrade e Zé Pedro. Os faltosos foram: Jefferson Deprá, Cinélia, Irmão Chagas  e Antonio Silva.

O vereador Zé Pedro apresentou uma solicitação para que o executivo municipal batize  o posto de saúde de Vila Ligação com o nome de dona  Dalila  Alves da Silva, mãe do senhor Joaquim Mineiro, família tradicional de Vila Ligação. Dona Dalila foi uma das mais antigas parteiras da região. “Dona Dalila deu uma considerável contribuição para a comunidade de Vila Ligação, eu achei por bem solicitar esta homenagem a ela”, esclareceu o vereador. O Posto de Saúde ficará denominado da seguinte forma: Unidade de Saúde da Família Dalila Alves da Silva, e de acordo com Zé Pedro a proposta já tem o apoio de um número suficiente de vereadores para ser aprovada.  

O vereador Zé Pedro falou também sobre a importância do Projeto Carroceiro,  realizado em Dom Eliseu com o apoio do vereador, que juntamente com o secretário de agricultura Adálio Junior, no inicio do mês de agosto,  intercederam junto à reitoria da Universidade Federal  Rural  da Amazônia para que pudesse valer a vontade da estudante de medicina veterinária Marciene Oliveira, que é de Dom Eliseu, em trazer o projeto para o município. 

MAIS  VAGAS PARA VEREADORES


Outro assunto abordado na tribuna da câmara nesta terça-feira foi o projeto 006/CMV que prevê o aumento do número de vagas para vereadores para a câmara de Dom Eliseu para a próxima legislatura. A proposta foi colocada pelo vereador Daniel Andrade na sessão do dia 6, no entanto o presidente da mesa diretora, Jefferson Deprá,  enviou o projeto para ser analisado pelas comissões. O projeto teria que ser posto em primeira votação neste dia 13, porém o não comparecimento de três vereadores impediu a realização da votação. “Pela complexidade da proposta do projeto a matéria tem que votada por no mínimo dois terços dos vereadores, em duas sessões para garantir o amplo debate”, explicou Daniel.

Por esse motivo a primeira votação e discussão do projeto 006 foram  marcadas para quinta-feira, dia 15, em sessão extraordinária.

Pela decisão do Congresso Nacional as câmaras de vereadores de  municípios com as características de Dom Eliseu podem ter até quinze vereadores, porém por causa do orçamento o vereador Daniel propôs 13 vagas, no entanto o vereador Zé Pedro foi ainda mais contido e recomendou que fosse 11, todavia a maioria optou por 13 vagas. 

VEREADORA CLAUDIA QUER ANALISAR CONTAS DO EXECUTIVO

A vereadora Claudia Machevesk foi a tribuna registrar a sua indignação com a falta de compromisso de seus pares em não acompanhá-la na missão de exigir que o executivo municipal envie para a câmara os documentos referentes a prestação de contas das atividades administrativas nas últimos três anos. Ela foi taxativa ao afirmar que está decepcionada com a forma com que a câmara de vereadores vêm agindo diante de uma questão tão séria quanto essa, pois já foi aprovado um requerimento naquela casa de leis solicitando que o executivo enviasse a documentação porém o requerimento não foi atendido. “Já estamos no terceiro ano de mandato, e desta forma fica difícil de nós fazermos o nosso papel, que é fiscalizar o dinheiro público se não temos acesso a todos os documentos que precisamos”, explicou a  vereadora.

De acordo com informações a secretaria executiva da prefeitura de Dom Eliseu  enviou a prestação de contas para o Tribunal de Contas do Estado (TCE),  e no devido prazo aquela instituição irá despachar os documentos para os vereadores,  e por isso a vereadora Claudia pretende formar uma comissão para ir até Belém para verificar as contas municipais. 

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

BRASIL CONTRA GUERRA

A força das armas não levará o planeta à paz

Quem são mesmo os terroristas?
Por que é que as forças da
guerrilha das nações do oriente
médio usam a força das bombas?

WALQUER CARNEIRO


As grandes potências, que detém a força bélica e poderio econômico,  pretendem impor à força um modo de vida, uma religião e uma cultura ocidental a povos que a milhares de anos  vivem a sua própria maneira e não aceitam a interferência alienígena em seus espaços geográficos. Estas nações, em sua maioria no oriente médio, têm a tradição guerreira e sua forma milenar de adoração da divindade, e não abrem mão do seu modo de existir, que, aliás, não incomoda ninguém, mas, no entanto têm as maiores reservas petrolíferas do planeta.


Há mais de trinta anos os Estados Unidos, Inglaterra e França estão de olho bem grande nas riquezas energéticas  destas nações, e para isso eles vêm interferindo na vida destes povos, e foi por isso que as forças Talibãs  atacaram os Estados Unidos, o que na verdade foi apenas um revide às interferências ocidentais que vinham sofrendo desde a década de 40. 



Agora vamos analisar a situação do terrorismo pelo seguinte foco. Se a derrubada das torres gêmeas matou 3 mil, as duas bombas atômicas que os americanos despejaram sobre o Japão em 1945 deixaram 220 mil mortos. Agora resta questionar: Que moral tem um país que patrocinou tal chacina para se arvorar em delegado e juiz do mundo?

O terrorismo que os Estados Unidos patrocina mundo a fora não passa na Globo e nem em qualquer outro grade  meio de comunicação, a exemplo do terrorismo que o governo norte americano patrocinou no Chile na década de sessenta que causou milhares de morte à mais do que a queda das torres.

Por esses e outros motivos que o atual governo brasileiro,  popular e democrático,  desenvolve uma diplomacia altaneira e  soberana de não submissão aos interesses colonialistas norte americanos ou da união européia.

Em uma reportagem da Agência Brasil o Ministro das Relações Exteriores do Brasil deixou clara a posição do governo Dilma e aliados quanto a questão poder excessivo nas mãos de um pequeno grupo. Leia abaixo. 



Dez anos após ataques de 11 de setembro, Brasil 
condena excesso de poder militar no mundo
RENATA GIRALDI
REPÓRTER DA AGÊNCIA BRASIL
Brasília – Uma década depois dos ataques de 11 de setembro, o Brasil condena as práticas que vão em oposição à busca pela paz e estabilidade no mundo. Em cerimônia em Istambul, na Turquia, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, ressaltou que o mundo atual deve buscar mecanismos de equilíbrio e condenou o que chamou de excesso de “poder militar”.
Patriota se reuniu  dia 11 com o chanceler turco, Ahmet Davutoğlu. Neste dia 12  será a vez de ele se encontrar com o presidente da Turquia, Abdullah Gül. O objetivo é organizar a visita da presidenta Dilma Rousseff ao país em outubro.
Ao mencionar o episódio de 11 de setembro, o chanceler referiu-se não só aos ataques terroristas, mas também às guerras no Afeganistão e Iraque,  patrocinadas pelos Estados Unidos (grifo do blogger),   além da crise que atinge a Líbia e a Síria. Segundo ele, as “intervenções” dos Estados Unidos e da OTAN mostraram a incapacidade de solução de conflitos.  "O mundo unipolar acabou", disse Patriota. Segundo ele, as guerras recentes – no Afeganistão e Iraque – indicaram que há mais atores no mundo atual.
"A guerra no Iraque e no Afeganistão mostrou os limites do poder militar, país algum solitariamente pode estabelecer a direção do mundo. Nem os mais poderosos  e temos novos atores presentes", disse o chanceler, destacando a necessidade de reformar o Conselho de Segurança das Nações Unidas para até 25 membros – atualmente são 15, entre fixos e rotativos.
Patriota lembrou que nos últimos conflitos milhares de pessoas morreram, entre militares e civis. O chanceler ressaltou que só há um caminho para alcançar o desenvolvimento e o equilíbrio global: “A paz é que promove a paz. A tolerância da educação é o caminho”. De acordo com ele, o governo brasileiro é favorável ao diálogo e a soluções negociadas.
No discurso para analistas e autoridades turcas, o chanceler lembrou ainda as dificuldades por que passam vários países da África – no Chifre da África, que reúne a Somália e o Quênia, por exemplo, a fome ameaça matar milhares de pessoas, principalmente crianças e adolescentes. “É necessário garantir um sistema de estabilidade global”, disse.



domingo, 11 de setembro de 2011

OUTRO POEMA – UM NOVO TEMPO

O poema é forma compacta de expor um sentimento

Uma poesia é como uma
caixinha de surpresas, cada
uma que se abre tem dentro
sempre uma novidade

WALQUER  CARNEIRO

Muitas pessoas não dão muito valor para a poesia, e nem tão pouco para qualquer forma de literatura. Há,  porém aquelas que não gostam mesmo é de poemas, e de forma preconceituosa dizem ser uma literatura menor. Eu, por meu lado, sempre vi no poema uma das mais nobres formas de expressar um pensamento, pois com  poucas palavras diz muita coisa.

Bom. Como sou mais poeta do que contador de histórias, aqui vai mais um poema deste aprendiz  que se esforça para expressar sentimentos que todos os leitores possam se identificar.


De repente me veio
As lembranças vivas,
Me tocou as memórias
De um tempo que guardo
Na parede, agora branca,
Da mente intensa e lenta,
Não com muita alegria
Nem com muita tristeza,
Porque esse tempo que
Me vem à mente agora, lúcida,
Me fez aprender que
Tudo posso fazer, mas
Nem tudo me é permitido.
Então agora me atenho
Na calmaria de uma nova
Estação que se inicia, já
Um pouco atrasado, mas
Ainda em tempo
De fazer tudo o que
Me é lícito, menos
Fumar hollywood
Para o meu sucesso.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

CARTEIRA DE ESTUDANTE

Embate entre estudantes e secretaria de educação

Falta de diálogo quase tira dos
alunos  de Dom Eliseu um
direito fundamental que
é a carteira de estudante

WALQUER CARNEIRO


Um tema polêmico e que está envolvendo em discussão a sociedade de Dom Eliseu em todos os níveis é o assunto da carteira de estudante.

As véspera da Exposição Agropecuária de Dom Eliseu membros da Umesde – União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Dom Eliseu -, patrocinados pelo Instituto Gaston saíram à campo para divulgar a emissão gratuita da carteira de estudante, fato inédito, até hoje, entre os estudante de Dom Eliseu.
Porém um viés político tanto da Umesde quanto da Secretária de Educação está pondo a população contra a administração municipal.

O administrador do Blog Porta Pro Futuro está levantando todas as informações possíveis para montar uma reportagem detalhada sobre o assunto, e quando concluída será postada para esclarecimento dos leitores. Aguardem. 

11 DE SETEMBRO. A AMÉRICA TEM MEDO

Hoje o povo americano tem medo até mesmo da sensação de paz

Dez anos depois do ataque da Al Qaeda
que mostrou ao governo americano a
verdadeira face dos povos do oriente
médio os estados unidos ainda temem

WALQUER CARNEIRO

A revista Carta Maior fez uma série de reportagens alusivas às lembranças aos ataques de  11 de setembro que mostraram ao povo americano  o quão vulnerável estava um a nação que se arvorava como juiz do mundo querendo impor sua cultura a um povo milenar que não aceita interferências ocidentais em seu modo de vida, um destes artigos o blog reproduz em parte a baixo e deixa o link para o leitor acessar a revista Carta Maior.

Em entrevista à Carta Maior, François Bernard Huyghe, professor de Ciências Políticas e pesquisador no Instituto de Relações Internacionais e Estratégicas (IRIS), analisa os dez anos transcorridos desde os atentados de 11 de setembro de 2001. Autor de vários ensaios sobre o terrorismo, o especialista francês destaca a relação entre mídia e terror, a permanência da ideologia conservadora nos EUA e o erro estratégico que Washington cometeu ao responder ao terror com um terrorismo de Estado.

"EUA têm mais inimigos hoje do que tinham em 2001"

Uma década depois das imagens das Torres Gêmeas de Nova York caindo como castelos de areia as análises dos especialistas são contrastadas: Bin Laden não ganhou, mas tampouco os Estados Unidos. Em meio a isso, eclodiram as revoluções árabes e estas, em um mesmo movimento, desacreditaram tanto as teses do radicalismo islâmico como a vergonhosa posição dos países ocidentais que apoiaram, em nome de seus interesses, os piores déspotas da história. Professor de Ciências Políticas, pesquisador no Instituto de Relações Internacionais e Estratégicas (IRIS), autor de vários ensaios brilhantes sobre o terrorismo, François Bernard Huyghe analisa nesta entrevista os dez anos transcorridos.

Em seu último livro publicado na França, “
Terrorismes, violences et propagande”, François Bernard Huyghe faz uma análise histórica do terrorismo. O autor destaca nesta entrevista o papel dos meios de comunicação, a permanência da ideologia conservadora norteamericana e a forma pela qual, por meio da “guerra ao terror”, a primeira potência mundial recorreu ao terrorismo de Estado ao melhor estilo de Pinochet, no Chile.

Dez anos depois do 11 de setembro fica no ar algo como um balanço nefasto, tanto para os seguidores da Al-Qaeda quanto para os Estados Unidos. As revoltas árabes que estouraram em 2011 são uma poderosa negação das teses da Al Qaeda e, ao mesmo tempo, desmascaram o cinismo ocidental.

A primavera árabe se inscreve em uma lógica oposta às ideias da rede de Bin Laden. Para a Al Qaeda, os muçulmanos tinham só duas opções: submeter-se ao Ocidente ou a ditaduras pró-ocidentais como a de Mubarak no Egito; ou se comprometer com a Jihad, a guerra santa, e combater. Mas nos damos conta de que existia ao menos uma terceira alternativa, a saber, a das revoluções democráticas. Hoje estamos então em uma nova fase na qual a Al Qaeda e a nebulosa jihadista esperam aproveitar-se da primavera árabe segundo um esquema clássico. Contam com que a revolução popular e pacífica gere decepções, que haja desordens e tentativas reacionárias. A partir daí, os elementos mais duros jogarão a carta da radicalização da situação com a ideia de passar daí para a luta armada. Esse é o esquema que se depreende das ideias de Al-Zawahiri.
 

Por outro lado, Hosni Mubarak no Egito e Ben Ali na Tunísia agitaram o fantasma da Al Qaeda e com isso reprimiram a população ao mesmo tempo em que diziam ao Ocidente: “estamos do seu lado, lutamos contra os islamistas”. Chegamos assim ao assombroso paradoxo de ver os EUA felicitarem-se ante a maravilhosa revolução democrática no Egito quando, na verdade, até apenas alguns meses atrás Washington despejava bilhões de dólares no Egito de Mubarak.
Para ler a entrevista completa, e outras reportagens esclarecedoras com o tema 11 de setembro clique em CARTA MAIOR 

COMBATE A EXTREMA POBREZA

Beneficiários do Bolsa Família terão apoio do Sebrae

A partir de agora, com a parceria
do  Sebrae quem recebe Bolsa Família
vai ter a oportunidade de se qualificar
para iniciar negócio próprio

FONTE – PORTAL VERMELHO

Debater as possibilidades de contribuição do empreendedorismo para a inclusão produtiva e social da população de baixa renda. Esse é o objetivo do seminário “Brasil sem Miséria: como o empreendedorismo e os pequenos negócios podem ajudar”, na próxima quarta-feira (14), na sede do Sebrae Nacional, em Brasília. A iniciativa visa incluir o empreendedorismo no programa do governo federal.

Lançado em junho deste ano pela presidente Dilma Rousseff, o Plano Brasil sem Miséria tem como principal objetivo a inclusão social e produtiva da população que vive em situação de extrema pobreza. São famílias cuja renda per capita não ultrapassa R$ 70 por mês. Dividido em três principais eixos (garantia de renda, acesso a serviços públicos e inclusão produtiva), o programa deverá alcançar os 16,2 milhões de brasileiros nessa situação, segundo o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Sebrae vai atuar em cerca de 70 cidades com o maior volume de famílias pobres mapeadas pelo governo por meio do programa Negócio a Negócio, que leva até o empresário orientação gratuita e personalizada para melhorar a gestão e o desempenho da empresa. Nos municípios médios e pequenos, atuará com o programa nacional Sebrae nos Territórios da Cidadania, que tem objetivo de levar assistência técnica a localidades marcadas por condições socioeconômicas precárias. As duas metodologias devem atender os 80 mil beneficiários do programa Bolsa Família que são empreendedores individuais.

BUSCA ATIVA

Será um dia inteiro de evento, em que governo federal, acadêmicos, iniciativa privada e terceiro setor vão debater temas como desenvolvimento econômico local, parcerias sociais, formalização e assistência técnica aos empreendedores individuais e ampliação do microcrédito produtivo orientado.

“Um dos princípios da atuação do Sebrae no Brasil sem Miséria é a busca ativa: iremos até os empreendedores que já estão atuando ou têm potencial para isso para oferecer conhecimento. É o que irá tornar os negócios sustentáveis, gerando emprego e renda para uma parcela da população, promovendo também o desenvolvimento regional”, destaca o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto.

De acordo com o gerente de Desenvolvimento Territorial do Sebrae, André Spínola, o seminário vai debater o programa do governo e as formas de atuação do Sebrae no combate à miséria.

“O Sebrae e o MDS estão concluindo um acordo de cooperação técnica nesse sentido, principalmente no que se refere ao fomento ao empreendedor individual e à abordagem nos Territórios da Cidadania”, afirma.

Ainda segundo ele, na ocasião, será explicado o funcionamento prático do recém lançado Programa Nacional de Microcrédito (Crescer), que, na sua avaliação, será decisivo nesse trabalho, já que tem como público-alvo empreendedores.

(Com infor. Agência Sebrae de Notícias)

terça-feira, 6 de setembro de 2011

MÍDIA QUER PODER SUPREMO

Oposição critica ideia do PT sobre regulamentação da mídia

Para a oposição ao governo do PT
a imprensa tem o direito de acusar
sem apresentar provas do que fala, e
de não garantir o direito de respostas

FONTE: PORTAL VERMELHO

A ideia do PT de criar um marco regulatório para as comunicações, inclusive para a mídia, não foi bem recebida pelos senadores de oposição e os que se consideram independentes. Para eles, um marco regulatório pode levar a uma tentativa de controlar previamente conteúdos e censurar a imprensa.

"Toda vez que algum malfeito petista aparece nas páginas dos jornais e das revistas, a cúpula do PT se apressa em ressuscitar o chamado ‘marco regulatório da mídia’”, disse o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), num discurso que já se tornou surrado

O senador Pedro Taques (PDT-MT) declarou que a liberdade de imprensa é um direito constitucional que não pode ser afrontado. “Muitos entendem que a Constituição valha menos do que estatuto de partido político”, declarou. “Hoje, fala-se em regulamentação da imprensa, fala-se em regulamentação da mídia, fala-se em violação de direitos previstos na Constituição. A cadeia da legalidade hoje significa um movimento de resistência para que a Constituição não seja violada e não seja descumprida”, completou o senador do PDT. Fica evidente que o senador, embora de um partido governista, está completamente equivocado sobre as intenções do PT e do movimento pelo marco regulatório da mídia

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), garantiu que a proposta divulgada na Resolução Política do PT, no último fim de semana, é apenas uma posição partidária. Segundo ele, o governo não tem a intenção de enviar nenhum projeto de lei sobre o assunto para o Congresso Nacional.

O tema, de acordo com ele, sequer foi tratado na reunião de coordenação política que ocorreu na manhã de segunda-feira (5) no Palácio do Planalto. “Não discutimos isso, o governo não tem projeto sobre isso. Não vejo esse tema aqui como prioritário. Existem alguns projetos isolados, ma não essa regulamentação macro do jeito que o PT defende”, ressaltou o líder.

Jucá com esse discurso mostra por que não merece a confiança dos partidos de esquerda que integram a  base de sustentação da presidente Dilma.

Para o líder do PSDB,  senador Álvaro Dias (PR), reiterando o seu reacionarismo, o PT quer passar por cima do Poder Judiciário para condenar a mídia. “A sigla que comanda o país nos últimos oito anos e já oito meses, além de esquecer que o seu principal líder reconheceu que só foi possível chegar ao poder graças ao apoio da mídia, não leva em conta que estamos num Estado Democrático de Direito e que o Poder Judiciário mantém juízes a postos para responsabilizar eventuais excessos por parte daqueles que escrevem diariamente. Cabe à Justiça, e tão somente a ela, o papel de arbitrar e de responsabilizar”, disse Dias.

domingo, 4 de setembro de 2011

MACHADO DE ASSIS - AMIGOS


Um pouco de cultura para abrir a mente
Mais uma postagem do
colaborador do blog que foi
buscar em Machado de Assis a
reflexão para a condição de amigo

WESLEY VIEIRA 
Olá caros  amigos e visitantes do Porta Pro Futuro !  
Vamos refletir sobre  as nossas amizades, e as pessoas com as quais convivemos em   nosso meio?  Na postagem de hoje  um pouquinho de cultura para  povo de Dom Eliseu, com um texto do melhor escritor  brasileiro e que está entre os gigantes da  literatura universal. Machado de Assis.
Deus, para a felicidade do homem, inventou a fé e o amor. O Diabo, invejoso, fez o homem confundir fé com religião e amor com casamento. - Machado de Assis -


BONS AMIGOS

Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!

Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
Amigo a gente entende!

Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!

Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!

Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!

Machado de Assis