quinta-feira, 29 de setembro de 2011

SEM REDE ELÉTRICA

Bairro de Dom Eliseu ainda vive com gambiarra na rede elétrica

Há quase dez anos mais de 500
pessoas vivem com rede elétrica
precária e a empresa que fornece
energia não toma providências

WALQUER CARNEIRO


Dom Eliseu,  com mais de 23 anos de emancipação política administrativa e mais de 40 anos de fundação,  ainda não conseguiu resolver problemas,  que para uma cidade com as características deste município, não deveria existir mais, pois em pleno século XXI , e a negação de um dos direitos básicos pode fazer uma comunidade  retornar a idade da pedra.

Um destes casos é emblemático, pois é em relação a energia elétrica, que é um bem essencial e de interesse social, e diante disso nenhuma família pode  ficar sem esse bem fundamental, nem na cidade e tão pouco na zona rural.

Mas,  no entanto,  um bairro antigo da cidade, com cerca de 20 anos de existência, vem passando por problemas graves, nos últimos seis meses,  causados por deficiência da rede elétrica que fornece energia para cerca de 120 domicílios do Bairro Vitória.

A rede elétrica que fornece energia para o Bairro Vitória não é oficial, e sim uma gambiarra instalada naquela localidade pela prefeitura em 2002, quando  foi colocado  um transformador nas proximidades para garantir a tensão da energia, todavia aconteceu que nos últimos nove anos aumentou a população tanto no Bairro Vitória, quanto no Bairro PDS, onde está instalado o transformador no qual é ligada a energia que abastece a localidade em questão.  Com o aumento do consumo de energia nos Bairros PDS e Vitória, o transformador não agüenta a demanda, e assim os dispositivos que conectam a energia enviada para o bairro, e  que ficam juntos com o transformador, são desligados automaticamente e o Bairro Vitória fica sem energia.

De acordo com relatos dos moradores por duas vezes, nos últimos dois meses a Rede Celpa, empresa que fornece energia, desligou os fios que conecta a rede de gambiarra do bairro ao transformador. A Celpa resolveu cortar o fornecimento de energia porque o transformador não agüenta a carga, mas aí por conta própria os moradores se juntaram e pagaram R$-400  do próprio bolso para que um eletricista religasse a força. Neste mês de setembro rodos os dias foram registrados interrupção de energia.

Os moradores foram até o escritório da Rede Celpa em Dom Eliseu e conversaram com o gerente local sobre a possibilidade de empresa instalar uma rede elétrica de boa qualidade no Bairro Vitória, mas de acordo com os moradores o gerente respondeu que não compensa a empresa não instalar uma rede no local porque a arrecadação não cobriria os gastos. Todavia os moradores informaram também que há uma promessa da administração municipal  em adquirir um transformador para ser instalado no bairro.

Já ao ser procurado pela reportagem gerente da Celpa local informou que a empresa está avaliando um projeto para a instalação de uma rede de energia na localidade, mas não deu uma data especifica para a efetivação do trabalho, já que a decisão não cabe a gerência local.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário