sexta-feira, 9 de setembro de 2011

COMBATE A EXTREMA POBREZA

Beneficiários do Bolsa Família terão apoio do Sebrae

A partir de agora, com a parceria
do  Sebrae quem recebe Bolsa Família
vai ter a oportunidade de se qualificar
para iniciar negócio próprio

FONTE – PORTAL VERMELHO

Debater as possibilidades de contribuição do empreendedorismo para a inclusão produtiva e social da população de baixa renda. Esse é o objetivo do seminário “Brasil sem Miséria: como o empreendedorismo e os pequenos negócios podem ajudar”, na próxima quarta-feira (14), na sede do Sebrae Nacional, em Brasília. A iniciativa visa incluir o empreendedorismo no programa do governo federal.

Lançado em junho deste ano pela presidente Dilma Rousseff, o Plano Brasil sem Miséria tem como principal objetivo a inclusão social e produtiva da população que vive em situação de extrema pobreza. São famílias cuja renda per capita não ultrapassa R$ 70 por mês. Dividido em três principais eixos (garantia de renda, acesso a serviços públicos e inclusão produtiva), o programa deverá alcançar os 16,2 milhões de brasileiros nessa situação, segundo o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Sebrae vai atuar em cerca de 70 cidades com o maior volume de famílias pobres mapeadas pelo governo por meio do programa Negócio a Negócio, que leva até o empresário orientação gratuita e personalizada para melhorar a gestão e o desempenho da empresa. Nos municípios médios e pequenos, atuará com o programa nacional Sebrae nos Territórios da Cidadania, que tem objetivo de levar assistência técnica a localidades marcadas por condições socioeconômicas precárias. As duas metodologias devem atender os 80 mil beneficiários do programa Bolsa Família que são empreendedores individuais.

BUSCA ATIVA

Será um dia inteiro de evento, em que governo federal, acadêmicos, iniciativa privada e terceiro setor vão debater temas como desenvolvimento econômico local, parcerias sociais, formalização e assistência técnica aos empreendedores individuais e ampliação do microcrédito produtivo orientado.

“Um dos princípios da atuação do Sebrae no Brasil sem Miséria é a busca ativa: iremos até os empreendedores que já estão atuando ou têm potencial para isso para oferecer conhecimento. É o que irá tornar os negócios sustentáveis, gerando emprego e renda para uma parcela da população, promovendo também o desenvolvimento regional”, destaca o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto.

De acordo com o gerente de Desenvolvimento Territorial do Sebrae, André Spínola, o seminário vai debater o programa do governo e as formas de atuação do Sebrae no combate à miséria.

“O Sebrae e o MDS estão concluindo um acordo de cooperação técnica nesse sentido, principalmente no que se refere ao fomento ao empreendedor individual e à abordagem nos Territórios da Cidadania”, afirma.

Ainda segundo ele, na ocasião, será explicado o funcionamento prático do recém lançado Programa Nacional de Microcrédito (Crescer), que, na sua avaliação, será decisivo nesse trabalho, já que tem como público-alvo empreendedores.

(Com infor. Agência Sebrae de Notícias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário