terça-feira, 30 de abril de 2013

# SEM CARTEIRA DE TRABALHO #

Mudança no sistema impede emissão do documento 

Para requerer carteira profissional
cidadão de Dom Eliseu
tem que recorrer
para outro município

REDAÇÃO DO BLOG

A população jovem de Dom Eliseu, que se prepara para adentrar no mercado de trabalho está com dificuldades em adquirir documentação essencial para esse fim, que é a carteira profissional, pois o departamento de expedição de documentos e identificação de Dom Eliseu há mais de seis meses não conta com material para disponibilizar a emissão deste documento. A dificuldade não se dá apenas aos jovens, pessoas maduras que precisam de uma segunda via do documento também estão sendo prejudicadas. 

O órgão responsável pela emissão da carteira profissional no estado do Pará é a delegacia regional do trabalho (DRT), mas para que o município, que não conta com uma representação do órgão, possa receber o documento se faz necessário a assinatura de um convênio, e em relação a isso o secretário municipal de assistência social, Eldo José, informou que em outubro a prefeitura de Dom Eliseu assinou um acordo com a DRTpara que fosse encaminhado um lote de carteira profissional, mas uma mudança de diretor no órgão impediu que as carteiras chegassem a Dom Eliseu. “Aconteceu que o diretor da delegacia do trabalho, que assinou o convênio com a prefeitura, foi substituído, e o convênio não havia sido publicado no diário oficial do estado”, disse Eldo justificando a falta do documento em Dom Eliseu. 

De acordo com Eldo José o novo diretor da DRT do estado entendeu que deveria mudar o sistema de emissão do documento que passaria de manual para informatizado, por uma solicitação do governo federal, mas até então o governo do estado não possibilitou equipamentos necessário para tal tarefa. “Recentemente o diretor da delegacia regional do trabalho enviou um convite para que município fosse a Belém assinar um novo convênio para que Dom Eliseu possa receber o sistema informatizado”, informou o secretário acrescentando que o convênio já foi assinado. 

Mas enquanto o sistema informatizado não começa a funcionar o secretário Eldo garantiu que vai possibilitar e emissão de carteiras profissionais para suprir a necessidade dos trabalhadores de Dom Eliseu. “Eu consegui, através de um deputado estadual, que seja realizado um mutirão social no início do mês de maio onde serão expedidas cerca de 300 carteiras profissionais, ainda no modelo tradicional”, finalizou o secretário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário