quarta-feira, 16 de maio de 2012

LIVROS PARA HORTIFRUTIGRANJEIROS

Associação rural recebe livros da Arca das Letras

Mais de duzentos livros
serão colocados à disposição
de estudantes e comunidades
de Dom Eliseu

WALQUER CARNEIRO


Nos últimos três anos a comunidade rural de Dom Eliseu vem sendo contemplada com o Programa Arca das Letras do Ministério do Desenvolvimento Agrário no incentivo ao acesso a cultura e a literatura, e agora a Associação dos Produtores Hortifrutigranjeiros de Dom Eliseu recebeu o programa que disponibiliza um acervo de 270 livros. 

A entidade, além do auxílio na organização aos associados, pequenos produtores que habitam o entorno da cidade, na execução de projetos de incrementar a produção, também leva ações desportivas, culturais e educacionais, onde foi criado o projeto da biblioteca abrindo a possibilidade para que os associados obtenham conhecimento. 

A biblioteca foi inaugurada no inicio do mês com acervo de livros doados pela comunidade onde foram acrescentados os exemplares de livros do Programa Arcas das Letras. Na ocasião a presença de Paulo Cunha, delegado federal do ministério do desenvolvimento agrário, reforçou o compromisso com a associação entregando pessoalmente os livros ao presidente da entidade Romeu Guimarães, momento em que foi notada a participação de associados e visitantes como Maria Araujo que recentemente iniciou uma pequena produção de hortaliças. “Eu fiquei sabendo da biblioteca através da rádio e trouxe minha neta para fazer uma pesquisa sobre inconfidência mineira, e aqui ela encontrou todas as informações”, disse Maria que pretende se tornar membro da associação. 

“A ideia é que esses livros possam levar cultura e estando disponíveis para todas as comunidades rurais de produtores hortifrutigranjeiros, para que eles possam, a partir daí, ganhar o hábito da leitura”, destacou Paulo Cunha lembrando que o acervo é composto por livros de temáticas variadas e de interesse da comunidade rural voltados a diversas faixas etárias. “Agora a associação passa a ser a agente de leitura e a organizadora cuidando e disponibilizado o acesso aos livros”, garantiu Paulo depositando confiança em Romeu Guimarães que fica responsável por difundir a possibilidade de acesso aos livros a quem cabe o acompanhamento e o monitoramento e atualização do programa Arca das letras. “Eu tomo a missão de permitir oportunidade de conhecimento como uma obrigação levando essa iniciativa para a realidade do nosso município”, disse Romeu revelando que o programa foi liberado para a associação depois de dois anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário