quinta-feira, 7 de março de 2013

MAIS EMPREGOS NO XINGU

28% de participação na geração de empregos no Pará

O setor econômico que teve mais
destaque foi o da Construção Civil
e somente a Administração Pública teve
saldo positivo de um posto de trabalho

DA REDAÇÃO
AGÊNCIA PARÁ DE NOTÍCIAS




A Região de Integração (RI) do Xingu aumentou sua participação relativa na geração de empregos celetistas no Estado do Pará, de 13,20% em 2011 para 28,14% em 2012, ficando atrás apenas da Região Metropolitana de Belém, que tem 33% de participação. É o que aponta o “Boletim do Mercado de Trabalho na RI Xingu”, elaborado pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp) como parte do projeto “Observatório Belo Monte”, disponível no site do órgão. 

De acordo com o documento, a Região de Integração do Xingu foi a que se destacou com o maior número de novos empregos (3.701) no ano de 2012, um crescimento de 54,43% se comparado a 2011, totalizando 10.500 postos de trabalho ao final. Este desempenho observa-se, principalmente, em decorrência das obras de construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, iniciadas em 2010 e que devem atingir o pico de contratação durante este ano de 2013, com a abertura de 20 mil postos de trabalho. 

Desta forma, o setor econômico que teve mais destaque foi o da Construção Civil, com a criação de 9.217 postos, e os outros que de certa forma se ligam ou são influenciados por ele, o de Serviços (1.056 postos) e de Comércio (628 postos). Além destes, somente a Administração Pública teve saldo positivo de um posto de trabalho. Os demais ficaram com números negativos: Indústria de Transformação (-307), Serviços Industriais de Utilidade Pública (-63), Agropecuária (-17) e Extrativa Mineral (-15).

Mais detalhes clique AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário