sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

CHINA CONTRA DESPERDÍCIO DE ALIMENTOS

Sociedade chinesa diz não ao desperdício de alimentos 

A China elaborou uma série de
medidas para dizer "não" ao
desperdício que já faz envolve
grande parte da sociedade chinesa

FONTE – PORTAL VERMELHO C/ AGÊNCIAS



Cerca de 50 milhões de toneladas de alimentos na China foram desperdiçados, quantia que poderia alimentar 200 milhões de pessoas no país. Os chineses gostam de se reunir na mesa diante de uma abundante refeição. Mas muitos pratos são depois jogados no lixo. O repórter descobriu num restaurante em Beijing que apesar do slogans colocados na parede que pedem a eliminação do desperdício, as mesas são cheias com pratos que quase não foram tocados. 

Poucas pessoas levam as comidas que sobram para casa. O dono do restaurante, Hu, disse ao repórter que nos últimos anos o desperdício é muito comum em seu restaurante, especialmente nas refeições de negócios onde quase a metade da comida é jogada no lixo. 

"O negócio mensal do restaurante é cerca de 200 mil yuans. A refeição de negócios rende de 50 a 80 mil yuans. Normalmente, dois pratos são suficientes para uma refeição de duas pessoas, mas não é raro se pedir até cinco ou seis pratos. É impossível que duas pessoas comam tudo. O desperdício para uma refeição de negócios de 10 pessoas é ainda maior." 

Não levar para casa as comidas que sobram após a refeição é uma caraterística dos chineses. Senhor Fu é um trabalhador de uma empresa estatal da China. Ele considera que este fenômeno tem relação com a cultura do país. Eles acham que os chineses fazem isso para não perder a pose na frente de amigos. 

"Nos encontros pessoal e familiar, normalmente as pessoas levam as comidas que sobraram, mas não em uma refeição de negócio. Acham que não fica bem. Mas não se deveria desperdiçar tanto alimento por esta razão." 

A refeição paga como despesa pública é outra importante causa para um desperdício tão grande. Muitos cidadãos se opõem à refeição luxuosa paga pelo poder público. A senhora Zhang, que trabalha em uma universidade diz: 

"Acho que isso não é adequado. O dinheiro dos contribuintes é gasto sem restrição, e de forma inadequada. O dinheiro público não deve ser utilizado para pagar refeições, mas sim para servir ao povo." 

Recentemente, a China elaborou uma série de medidas para regulamentar a recepção pública. Ao mesmo tempo, dizer "não" ao desperdício já se passa a fazer parte de grande parte da sociedade chinesa. Por exemplo, alguns internautas iniciaram na Internet a "ação de prato limpo", que apela para se levar as comidas não utilizadas para casa e deixar apenas os pratos vazios no restaurante. 

Tradução: Li Jinchuan 
Revisão: José Medeiros da Silva 
Fonte: Rádio Internacional da China

Nenhum comentário:

Postar um comentário