sexta-feira, 16 de março de 2012

EM DOM ELISEU ESPORTE FORA DA MIRA

O esporte amador é umas das formas de identidade de um povo

Se faz necessário empenho  
para o crescimento do  
esporte amador em suas 
mais diversas modalidades

WALQUER CARNEIRO


Estamos no terceiro mês do ano, e ainda não foi definido um calendário esportivo para Dom Eliseu para 2012. O município sofre de um problema crônico com a desorganização e falta de coordenação entre as diversas atividades desportivas no município. Hoje existem praticantes de ciclismo, atletismo, futebol, vôlei, hand bol e ainda não se vê um movimento organizado a partir dos desportistas no sentido de montar uma estrutura séria que possa sustentar o esporte amador local.

Onde vemos um pouco mais de empenho é na natação, futebol de salão e na capoeira que são desenvolvidas no Cetede – Centro de Treinamento Educacional de Dom Eliseu - , o caratê com a Academia Bushido organizado pelo Professor Pneu e o campeonato municipal de futebol de campo que é organizado pela Liga Esportiva de Dom Eliseu.

Em Dom Eliseu, até agora não tem se visto nenhuma atitude governamental local no sentido de incentivar a pratica desportiva amadora em todas as modalidades e os atletas reclamam muito por não conseguiram sequer dialogar com os governos.

O atual governo municipal, que administra Dom Eliseu desde 2009, só em 2011 conseguiu nomear uma equipe para atuar na área de esporte, laser, turismo e cultura, cujo secretário é Edimar Proença desde abril de 2011 vem tentando fechar parcerias e convênios para investir no esporte amador, além de estar desenvolvendo o Projeto Esporte Onde Moro com o envolvimento das comunidades através das associações de moradores.

Num município pequeno como Dom Eliseu há enorme dificuldade para que os desportistas consigam patrocínios para financiar as atividades esportivas, e por isso as categorias ficam dependentes da iniciativa do setor público. Outro fator que impede o avanço da organização do esporte amador é o fato dos atletas ainda não terem se preocupado com a criação de uma entidade que possam dar a eles o status de legalidade.

MAS NEM TUDO ESTÁ PERDIDO

Apesar das dificuldades encontradas para o incentivo a prática do esporte amador alguns grupos vem se mobilizando de forma desconectada, mas já é um alento.

O Professor Neto, gerente de esportes da Secretaria de Cultura, Esportes, Lazer e Turismo de Dom Eliseu informou que está trabalhando no sentido de organizar os jogos escolares e o campeonato aberto de futsal, e ainda trazer um curso gratuito de arbitragem para futebol de salão.

De acordo com o presidente da Liga Esportiva de Dom Eliseu, Madruga, a tabela para a realização do campeonato municipal já está sendo montada e que até o final do mês de março já estará tudo definido para o que campeonato seja iniciado em abril.

O Professor Pneu está preparando a sua equipe de caratê para um torneio classificatório que será realizado no dia 18 de março na quadra esportiva do da Empresa Concrem. O torneio terá o objetivo de classificar caratecas para a etapa estadual que será realizada em Marabá no mês de abril que classificará os atletas do Pará que irão para o campeonato nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário