domingo, 13 de novembro de 2011

NEM DA ROCINHA, O CHEFÃO

Como vivia o chefão do tráfico da Rocinha ?

Pouco ou quase nada ficamos sabendo
da vida privada dos chefões do crime
carioca, porém uma repórter resolveu
levantar a vida do Nem da Rocinha

WALQUER CARNEIRO

Ruth de Aquino
A recente ocupação da Favela da Rocinha pôs em evidência uma personagem que apesar de viver no Rio de Janeiro já era um mito nacional, mesmo sem quase ninguém conhecê-lo. Está figura é Antônio Francisco Bonfim Lopes, mais conhecido como Nem, o chefão do crime organizado da Rocinha,  e,  que de acordo com os órgãos de informações  do Rio, agia como prefeito naquela comunidade.

Nem foi preso dois dias entes da Rocinha ser ocupada, e a partir de então começou a ser exibido como um  troféu nos jornais,  revistas e  redes de televisão.

Como repórter eu sei que não é muito comum a categoria se interessar em levantar detalhes da vida cotidiana e do pensamento de pessoas que atuam na vida do crime, mas em relação ao  Nem me nasceu uma curiosidade por ser ele a figura ícone e o marco de uma possível revolução social no Rio de Janeiro, já que a Rocinha é uma comunidade que fica no centro da região onde reside a elite carioca, e que parte  dessa própria elite sempre teimou por ignorar, e outra parte, como usuários,  sustentavam o tráfico.

Nem, o chefão do tráfico
E neste fim de semana, pesquisando na internet, eu me deparei com um link no Blog Perereca da Vizinha que levava para um artigo na Revista Época relatando o perfil do Nem a partir de um encontro que ele teve com uma repórter da revista.

Uma parte do perfil de Nem foi levantado pela jornalista Ruth Aquino, repórter, colunista e editora chefe da Revista Época, que corajosamente subiu o morro e esteve frente a frente com essa figura, que para o morro,  foi muito relevante, já que sua atuação de certa forma supria a ausência do poder público.

O encontro da repórter com o líder do tráfico na Rocinha aconteceu no dia 4 de novembro, quando o força de segurança já havia anunciado a ocupação e Nem já sabia da possibilidade de ser preso.

De acordo com a repórter ela se surpreendeu, pois ela esperava se encontrar com Nem numa sala fechada com seguranças armados, porém o encontro aconteceu do jeito que ela menos esperava.

Para saber mais acesse Meu encontro com Nem

Nenhum comentário:

Postar um comentário