terça-feira, 7 de junho de 2011

GOVERNO PARA O POVO

Garantir dignidade para a população desamparada é necessário

Mais de 16 milhões de pessoas
vivem hoje  na faixas dos miseráveis
e sensível a essa situação
a presidente Dilma toma atitude
WALQUER CARNEIRO

Nunca antes o Brasil passou tanto tempo sendo governado por uma força política popular e democrática que observa o país como um todo,  com a firme intenção de acabar com as diferenças sociais causada pela acumulação exagerada de riquezas nas mãos de uma minoria em prejuízo  de uma maioria.


Diante do caráter revolucionário do governo petista as forças conservadoras que nos últimos 500 anos se apropriaram das riquezas da nação não estão gostando dos rumos que o governo popular e democrático do PT e seus aliados está tomando na gestão de Dilma Rousseff, pois o governo petista chegou ao poder há oito anos e meio  com a proposta de melhorar a vida dos trabalhadores e durante o mandato de  Lula todas as bases para uma revolução pacífica foram instaladas em todos os setores da sociedade brasileira, e o primeiro passo foi garantir o mínimo de dignidade para 30 milhões de brasileiros que viviam abaixo da linha de pobreza com o Programa Bolsa Família,  e logo em seguida garantir condições para educação pública de qualidade para crianças com menos de cinco anos e proporcionar a real oportunidade para que o jovem pudesse ter acesso a educação superior com o PROUNI.

São bases e princípios fundamentais  que nunca antes um governo se preocupou em garantir para a população brasileira, e durante séculos apenas uns poucos foram beneficiados e milhões ficaram sem ter acesso por lhes ter sido tirado esse direito, e agora o governo Dilma chega para dar continuidade ao programa de transformação do Brasil em um país mais justo e igualitário.

Desde o primeiro ano do governo Lula as forças conservadoras e reacionárias viciadas na exploração da população atuaram  de forma sistemática para anular as ações que o governo do PT e aliados vinham  implementando, e esses interesses anti populares representados pelo PSDB e DEM,  ávidos como chacais,  procuram enfraquecer esse governo do povo, pois esses conservadores sentiam  que pela força do voto eles jamais iriam   retornar ao poder e por isso eles tentaram tomar o poder à força.

Um exemplo clássico foi o Caso de Mensalão  onde o PSDB e o DEM e parte da mídia conservadora  passaram meses tentando provar um suposto esquema de compra de deputados para aprovar projeto do governo criando uma situação para tentar cassar o mandato do presidente Lula, e que depois ficou provado que toda a movimentação financeira observada na época era fruto de recursos de campanha não contabilizados, e que era prática corrente entre todos os partidos,  independente  da cor ideológica, porém os Tucanos e Demos conseguiram afastar do governo o ministro cada civil José Dirceu, e Antonio Palóci que na época era ministro da fazenda, e com isso, tanto Demos quanto Tucanos esperavam enfraquecer o governo Lula, no entanto essas baixas foram substituídas na casa civil com Dilma Rulsseff e na fazenda com Guido Mantega, e o governo Lula prosseguiu e foi reeleito e teve forças de sobras para eleger  a sua sucessora, e isso deixou Demos e Tucanos altamente indignados.

Porém todas as artimanhas perpetradas pelo PSDB, DEM e seus aliados, que são contra  o povo, não surtiram os efeitos esperados por eles porque as instituições brasileiras estão fortalecidas e são realmente democráticas e  republicanas e reconhecem o avanço substancial proporcionado pelo governo do PT e seus aliados, todavia os Demostucanos, sem um projeto de nação viável para o Brasil,   agora voltam à carga contra o governo Dilma, porém a cada ataque covarde aquilo que era história vai se tornando farsa e agora descamba para a comédia, pois mais uma vez o PT mostrou a força que possui provando ao povo que é um governo sólido e estável substituindo Palóci depois de provar para todo povo brasileiro que ele é inocente da vil acusação da qual está sendo vítima, e enquanto isso os Demotucanos encenam a tragédia final da derrocada da direita sem rumo cuja principal liderança hoje é o senador mineiro que gosta de perder tempo em noitadas de baladas regadas a wisque e mulheres de comportamento duvidoso. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário