quarta-feira, 16 de março de 2011

JUVENTUDE

Jovens europeus vivem com direitos do século 19

Os direitos fundamentais
da juventude  na Europa estão
 paulatinamente sendo negados,
é o que constata o jovem
ativista português Tiago Vieira

FONTE: PORTAL VERMELHO



Quatro meses após o grande sucesso do Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes e às vésperas de uma reunião que será realizada entre os dias 17 e 20 de março, em Porto Alegre, para definir novos objetivos na luta contra o imperialismo, a União da Juventude Socialista (UJS) entrevistou o presidente da Federação Mundial da Juventude Democrática, o português Tiago Vieira.

Ele falou desde os desafios da FMJD para 2011 até os movimentos em prol da democracia no Oriente Médio, passando ainda pela avaliação da bem sucedida 17ª edição do festival, o papel do Brasil na correlação de forças políticas mundiais e a dura realidade dos jovens europeus.

Ele falou desde os desafios da FMJD para 2011 até os movimentos em prol da democracia no Oriente Médio, passando ainda pela avaliação da bem sucedida 17ª edição do festival, o papel do Brasil na correlação de forças políticas mundiais e a dura realidade dos jovens europeus.

Para Tiago os  jovens europeus enfrentam a maior ofensiva que já viveram em muito tempo. Em larga escala, não é exagero dizer que essa geração de trabalhadores e jovens do século 21 vive com direitos do século 19. A negação dos mais básicos direitos, a precariedade, o desemprego, a impossibilidade de emancipação pela incerteza do dia de amanhã, o endividamento e até as barreiras à liberdade de associação são alguns dos elementos centrais da vida do jovem europeu comum. Leia mais clicando AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário