quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

JUVENTUDE BRASILEIRA


UNE pressiona por aprovação do Estatuto da Juventude

A expectativa é que consigam
aprovar um Estatuto que
esteja conivente com as demandas
das novas juventudes do século 21

PORTAL VERMELHO C/ REDAÇÃO DO BLOG


Juventude, palavra que por si só já demonstra o seu significado, e quase sempre vem à mente energia e disposição quando ouvimos o termo ou nos defrontamos com um indivíduo jovem. A massa humana da juventude representa no Brasil mais e 50 milhões de pessoas que ainda hoje é pouco valorizada e sub utilizada e quase nada compreendida na sua totalidade. Do total da população brasileira de 192 milhões de pessoas, 25,8% são de jovens nas idade entre 15 a 29 anos de acordo com números do IBGE no censo 2010.


A exemplo da criança, do adolescente e do idoso, o direito do jovem tem que ter uma garantia para ser assegurado e respeitado, já que o Brasil ainda é um país de oligarquias e patriarcal ao extremo se faz necessário afirmar o direito da juventude através de códigos que estabeleça claramente as normas legais contidas na constituição federal, e para isso está sendo discutido no congresso nacional a aprovação do Estatuto da Juventude.

A partir desta quarta-feira (15), O Estatuto da Juventude (PLC 98/11) estará, novamente na pauta da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado Federal brasileiro. A discussão e a votação do item deveriam ter ocorrido no dia 8, mas foram adiadas para esta semana. Movimentos de estudantes prometem pressionar os senadores para aprovar o Estatuto.


Para chamar a atenção da sociedade e pressionar os parlamentares, a União Nacional dos Estudantes (UNE) convocou para esta quarta-feira, às 13h, uma grande “guerrilha virtual”. O objetivo é claro: mobilizar e pressionar os senadores a aprovarem imediatamente o Estatuto da Juventude. 


A ideia é que a juventude brasileira utilize as redes sociais como instrumento de luta, levando para todos os cantos do país a mensagem da manifestação. Na quarta-feira passada (8), a mobilização deu certo e a hashtag #EstatutodaJuventude ficou em segundo lugar nos Trendings Topics (TTs) Brasil do Twitter, sendo um dos assuntos mais comentados do microblog. Para Daniel Iliescu, presidente da UNE, a “guerrilha virtual” é o principal instrumento de combate da juventude e pode mudar a cara do Brasil nesta quarta-feira: “A participação popular é o motor das transformações sociais. A manifestação da opinião de cada jovem pode contribuir com o andamento do processo no Senado. Por isso, é fundamental que os jovens se posicionem sobre o Estatuto da Juventude”.

Virgínia Barros, diretora da UNE, destaca que os movimentos estudantis acompanham a construção e as discussões referentes ao Estatuto da Juventude desde a Câmara dos Deputados. O projeto contempla os direitos dos jovens entre 15 e 29 anos. 

"A expectativa é que consigam aprovar um Estatuto que esteja conivente com as demandas das novas juventudes do século 21”, comenta, destacando questões como acesso à educação, lazer e emprego.

Outras organizações também estimulam as pessoas a reforçarem os pedidos de aprovação do Estatuto para os parlamentares através de mensagens em redes sociais e/ou páginas virtuais. A lista com os nomes dos 46 integrantes (23 titulares e 23 suplentes) da CCJ está disponível no site do Senado.


Leia mais acessando PORTAL VERMELHO

Nenhum comentário:

Postar um comentário