quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

A BALA DE PRATA DA TURMA DO PT

A Privataria Tucana acerta o alvo e alvoroça ninho tucano  

Nada como um dia após o outro
e uma noite no meio,
momento em que acontece
as reviravoltas da vida 

WALQUER CARNEIRO


O livro Privataria Tucana está causando preocupação no ninho tucano, pois  desvenda as atividades suspeitas de caciques do PSDB no governo de Fernando Henrique Cardoso, e aponta indícios de  enriquecimento ilícito de    José Serra, membros de sua “famiglia” e empresários ligados a Serra  como principais beneficiários de falcatruas cometidas com as privatizações na época que Serra assumiu cargo de ministro no governo de FHC.

A preocupação é tanta que a cúpula do PSDB resolveu abaixar a artilharia que a muitos anos estavam apontadas para Lula, Dilma e seus aliados no governo detonando denúncias, grande parte sem provas, com o objetivo de enfraquecer o governo do PT com o objetivo dos tucanos retornar ao poder.  A prova de que a Privataria Tucana atingiu o alvo é o teor do recente balanço que a Turma do PSDB fez recentemente analisando o governo Dilma como se pode constatar na nota publica na coluna de Ilimar Franco no portal do O Globo. Confira a baixo.  

O PSDB é tão bonzinho...

Ilimar Franco, O Globo

A Executiva do PSDB amenizou balanço do governo Dilma feito pelo vice-presidente do partido, Alberto Goldman. A primeira providência foi tirar os adjetivos “medíocre”, “amorfo” e “insípido”. Também não foi aceita a caracterização de “nono ano do governo Lula”.

E os tucanos rejeitaram o rótulo de fantoche para Dilma. Outra alteração foi retirar a afirmação de que a presidente é tolerante com a corrupção. “O ex-ministro Palocci, nas palavras da presidente, saiu porque quis”, dizia o original. O partido optou ainda por substituir “constrangedora sucessão de fracassos” por “sérios problemas em diversas áreas”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário