quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

ECONOMIA


Salário mínimo é a degradação do trabalhador brasileiro

Enquanto nos Estados Unidos e na Europa
o salário mínimo ultrapassa dois mil reais,
os deputados no Brasil brigam
por manter o mínimo em R$ - 545

WALQUER CARNEIRO

Até certo ponto da história humana grande parte  das populações mantinham-se vivas  única e exclusivamente através do usufruto do que a natureza proporcionava. Grupos humanos eram coletores e caçadores. Em outro momento se iniciou a prática da agricultura para a subsistência. No entanto em dado ponto da história grupos humanos iniciaram  o processo de troca,  entre si,  de produtos que sobravam, e logo produtos tidos como mais valiosos começaram a ser mais apreciados e a estes foram sendo agregados valores que outros produtos ordinários não poderiam sobrepujar, e aí foi necessário criar o dinheiro e a partir de então esse objeto passou a ser perseguido por todos os seres humanos, e mais, a força do trabalho humano passou a ser medida em valores de dinheiro, que é pago em forma de salário  a quem presta serviços, então desta parte da história pra frente  a subsistência dos seres humanos, enquanto indivíduo inserido no sistema capitalista e contemporâneo passou a depender do dinheiro, moeda ordinária.


Nos últimos trinta dias trabalhadores de todo o Brasil vêm acompanhando as discussões em torno do valor para o novo salário mínimo com foco em três propostas. Uma de R$-545 apresentada pelo governo, outra proposta  de R$ - 580 exigida pelos representantes dos trabalhadores, e outra de proposta de R$ - 600 apresentadas lideranças políticas que fazem aposição ao governo de plantão. Todas as três propostas são aviltantes do ponto de vista econômico e social.



A quantidade de pessoas ocupadas no Brasil  que ganham um salário mínimo hoje é de cerca de 20 milhões de pessoas, e no entanto o valor do salário que essas pessoas vão ganhar é decidido por um grupo de 600 pessoas que vivem longe da realidade dos assalariados.  Essa pessoas são os deputados, senadores e o presidente da república,  cujos salários ultrapassam a casa dos vinte mil reais por mês, e que vivem no conforto sem passar por um mínimo de necessidade, esses senhores foram colocados em seus postos através do voto dos assalariados.

Na quarta-feira (16 ), por volta das 22:00 horas  a câmara dos deputados aprovou o salário mínimo de R$ - 545, com o qual vinte milhões de pais de famílias terão que sub viver, porém de acordo com o Dieese  - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócios Econômicos o salário mínimo ideal seria R$ - 2.227,53.  

Um comentário:

  1. WALQUER PARABENS PELO SEU TRABALHO.O SEU OLHAR ATENTO ESCLARECE COISAS QUE POR VEZES PASSA DESPERCEBIDO A GRANDE PARTE DA NOSSA SOCIEDADE.ACHO QUE DEVES PROCURAR APOIO PARA QUE ESTE BLOG NÃO SE LIMITE APENAS A INTERNET MAS DEVE FAZER PARTE DA IMPRENSA CONVENCIONAL OU SEJA, NO BOM E VELHO PAPEL DE UM JORNAL COMO PORTA PRO FUTURO E DEVE CIRCULAR EM DOM ELISEU. PARABENS

    ResponderExcluir