sábado, 16 de julho de 2016

UM GOLPE NA TURQUIA E OUTRO NO BRASIL

A truculência de quem não tem votos retunda em golpe

Aqui e acolá sempre existirá gente que compõem
grupos incapazes de conviver com
a democracia e com o direito,
aqui um povo inculto e lá um povo consciente

WALQUER CARNEIRO 


Hoje no Brasil estamos vendo um golpe de estado em curso pelo único motivo da oposição perdedora na eleição não ter se conformado com a derrota. Na Turquia a tentativa de golpe não deu certo.

A Turquia  é um país oriental da região do Oriente médio com civilização milenar,  com um povo que preza a liberdade, e por isso mesmo esse povo turco foi às ruas para barrar um golpe militar que pretendia tirar do poder um governo legitimamente eleito. O presidente da Turquia declarou que o seu país não é semelhante e nenhum país da América Latina aonde se depõe um governo do dia pra noite.  

No Brasil o povo, uma cultura incivilizada e ainda em formação, acompanha apático o golpe de estado em curso contra Dilma  sem emitir nenhuma reação levando em conta que a presidente afastada, levou mais de 53 milhões de votos e a justificativa para o golpe de estado contra ela caiu totalmente por terra durante as oitivas da Comissão do Golpe no senado, e agora, por último o Ministério Público pediu o arquivamento do processo golpista pelo fato  das acusações não se sustentarem.

Se fossemos, o Brasil,  uma civilização milenar com certeza o golpe contra Dilma não teria passado da intenção dos golpista, mas como somos um povo e uma nação ainda em formação,  aonde mais de 60% das pessoas são analfabetos funcionais,  essa população, assim,  não tem a mínima noção de que um grupo de politico com o apoio de mídia corporativista sem votos e uma elite  aristocrática também sem votos, quer arrancar a força uma presidente eleita democraticamente que não cometeu crime algum. 

quarta-feira, 13 de julho de 2016

O SER HUMANO E OS ESQUEMAS

Jeitinho brasileiro armando esquemas desde os tempos de Cabral

A corrupção está muito mais
próxima de nós de que pode
perceber a nossa vã e inútil
filosofia de levar vantagem 

WALQUER CARNEIRO 


Esse recente episódio do esquema ilegal de madeiras em Dom Eliseu me levou a um reflexão necessária. Vamos aos fatos de forma objetiva. O Ministério Público Federal de Paragominas desencadeou uma ação de investigação sobre as denúncias de funcionamento de um esquema ilegal de extração, beneficiamento e transporte ilegal de madeiras com o envolvimento de uma grupo de pessoas locais na sustentação do tal esquema de acordo com matéria noticiada nos  meios de comunicação de  rede nacional e nas redes sociais, a saber no site do MPF Sessão Pará como você poderá acessar no link a seguir: http://www.mpf.mp.br/pa/sala-de-imprensa/noticias-pa/operacao-desarticula-organizacao-criminosa-de-transporte-ilegal-de-madeira

Quero chamar a atenção para dois pontos que devem ser considerado com esse episódio:
1-As pessoas envolvidas são tanto do setor privado como servidores públicos municipais, estaduais e federais, foram investigados e as informações os puseram sob suspeitas como indícios que o MPF terá que comprovar serem delitos;
2-A corrupção que vemos apresentada nos altos escalões, e noticiada nas grandes mídias todos os dias pode estar  acontecendo  no nosso quintal de forma real.

Isso deveria fazer com que nós meditássemos sobre essa questão pungente  e que é profundamente prejudicial a nossa sociedade como um todo. 

segunda-feira, 11 de julho de 2016

# E SE O FACEBOOK TORNAR-SE UM BEM COMUM? #

O Facebook é uma bem público e todos temos direito

Toda a produção de áudio e visual 
apresentadas no Facebook
é feita pelo usuário que alimenta
e atualiza a página gratuitamente
OUTRAS PALAVRAS

quinta-feira, 9 de junho de 2016

# UM GOLPE DE FALSOS MORALISTAS #

O silêncio da direita contra Cunha comprova o falso moralismo 

Calam-se contra Cunha  por ser ele
Carrasco a serviço da oposição e
quem diz que  não tem bandido de estimação
admira o Cunha no anonimato 

WALQUER CARNEIRO 


Eu não vejo é os antiDilma e antiPT, com seus Trouxinhas amestrados,  berrando aqui contra o Cunha e sua trupe. Os Trouxinhas também dissimulam em relação ao fato de que o PT se negou dar três votos para livrar Cunha da comissão de ética, e por isso pôs o processo de impeachment para votação na câmara. Os Coxinhas nunca, em momento algum, berrou contra o Cunha, esse que é responsável por administrar toda a rede de corrupção no congresso nacional, e a evidência são  os 5 milhões de dólares em contas secretas na Suíça. O Trouxinhas querem ser levados a sério dizendo que não tem bandidos de estimação. Os trouxinhas tem sim; são pessoas  como o Cunha que os trouxinha estimam, e a prova é que nesses últimos dez dias não vi sequer um pio dos Trouxinhas contra gente da espécie de Cunha.

Pelo profundo silêncio dos antiDilma e antiPT há de se acreditar que Cunha seja inocente, enquanto isso acompanhando  o  que está acontecendo no conselho de ética da câmara federal vemos  uma verdadeira guerra política de vale tudo aonde Cunha conta com mais de 180 deputados que o apoiam,  e ele usa isso para manobrar o regimento como forma de protelar a sua condenação que é certa, e isso tem forte influência na economia e na vida cotidiana das pessoas.

De certa forma a ação desencadeada por Cunha está desestabilizando o estado democrático de direito, e é isso que os demotucanos estão querendo que aconteça, pois assim poderá facilitar o retorno da direita ao poder frente a possibilidade de Lula ser candidato.

Assistindo a sessão da comissão do impeachment no senado constatamos de forma clara o golpe e ao mesmo tempo que se  desnuda todas as supostas justificativas para o impeachment.

Será vergonho para o Brasil que único governo na história da nação que permitiu o pleno funcionamento das instituições no combate a corrupção esteja sofrendo um golpe justamente por combater a corrupção. Com negação da pericia nas contas da Dilma, ao depoimento do Otávio Ladeira dissipa-se toda obscuridade que poderia haver por detrás do golpe. Em suma: não houve pedaladas fiscais.

quarta-feira, 1 de junho de 2016

# O PECADO E O PERFUME #

O poder da essência da  palavra na mente do ser humano

Um perfume famoso esconde
o significado mais profundo das
consequências da quebra
das regras morais e espirituais 

WALQUER CARNEIRO


Toda palavra emite um conceito completo que é formado em nossa mente quando decodificamos os fonemas em suas silabas.

Conhecer o significado de uma palavra é muito importante,  porque uma palavra não existe em vão. A palavra pecado, por exemplo, a primeira vista ela ilustra praticas que vão contras as regras e convenções religiosas.  Na sua raiz do latim a palavra pecar significa cometer uma falta, ou tropeçar; na sua raiz hebraica significa errar a marca do alvo.  

Sendo assim não podemos confiar plenamente numa palavra  à primeira vista, pois  no interior das palavras existem armadilhas.

Veja, por exemplo, esse outro significado para  a Pecado,  essa de raiz hebraica , é Avon, (עָוֹן – perversão), geralmente traduzido como ‘vaidade’ outras vezes ‘iniquidade’ em nossas Bíblias.

Digo isso por que cresci vendo as mulheres ao meu derredor folheando as revistinhas da Avon; de olhos brilhando anotando quais e quais produtos de perversão iriam levar para dentro de seus lares, e hoje quando se pronuncia Avon essa palavra praticamente é sinônimo de perfume e cosméticos, sendo que perfume é um produto criado justamente com o propósito de provocar e enganar de forma, de forma pervertida, os sentidos das pessoas ao redor;  o equivalente a perfume em latim é  per fumum,  cujo significado em latim é “por entre a fumaça”, e assim  o termo passou a ser usado pelos humanos primitivo que queimavam ervas aromáticas com o propósito de agradar à divindade por terem cometido alguma ação que eles acreditavam ter desagradado a divindade em questão.

Sendo assim podemos entender que pecado e perfume são duas palavras que se entrelaçam no inconsciente humano,  bem lá no interior de seus significados quando colocados no contexto da epopeia humana na relação com a divindade através das eras. Pecado e perfume são duas palavras  que em seus devidos significados passam  mensagens sensoriais que atuam como chaves mentais  que ligam  receptores  levando a meditar nos propósitos ou nas consequências   mais profunda das palavras.

Nos casos em questão pecado aponta para a consequência da  transgressão e perfume aponta para a ação de um engodo com a finalidade de anular o pecado; e vejam só como são as coisas, além de atrair a atenção do outro com uma tapeação usa-se  o perfume,  também,  com o escopo de disfarçar  odores indesejáveis  para que se possa atingir um determinado objetivo ou alvo.

Em resumo o perfume é um engodo na intenção de anular o pecado; sendo que essas palavras não  estão no vernáculo à toa, assim como todas as demais palavras que a raça humana usa diariamente. Todas tem um significado com um propósito definido que influenciam diretamente os indivíduos nas práticas de suas ações; e bem sabia disso o ministro da propaganda de Hitler,  e sabem  os cabeças redatores das empresas de propaganda e telecomunicação.  

terça-feira, 24 de maio de 2016

# O NOSSO CAFÉ DE TODO DIA #

Dia 24 de maio, homenagem ao nosso tradicional café

O café é uma das bebidas
não alcoólicas mais
tradicionais e consumidas
pelos brasileiro 

COM INFORMAÇÕES DA INTERNET


A história do café começou no século IX. O café é originário das terras altas da Etiópia (possivelmente com culturas no Sudão e Quênia), na África.  Uma lenda conta que um pastor chamado Kaldi observou que suas cabras ficavam mais espertas ao comer as folhas e frutos do cafeeiro. Ele experimentou os frutos e sentiu maior vivacidade. Um monge da região, informado sobre o fato, começou a utilizar uma infusão de frutos para resistir ao sono enquanto orava. No Brasil o café foi introduzido com mudas plantadas no estado do Pará, uma cidade pequena proximo a Belém. Das primeiras plantações na Região Norte, as mudas foram usadas para plantios no Maranhão e na Bahia, na Região Nordeste.